Para sua distribuidora, o quarto trimestre de 2014, está sendo em relação ao mesmo período de 2013



[ago/2013]
Fortaleza é a capital com maior incidência de automedicação

 14/08/2013

 Guia da Farmácia Online

Um terço da população compra tarja preta sem receita.

A falha na fiscalização da obrigatoriedade da receita médica para a venda de medicamentos possibilita que a população brasileira continue comprando produtos controlados sem prescrição.

É o que mostra a pesquisa do instituto Datafolha e o Instituto de Ciência, Tecnologia e Qualidade (ICTQ), realizada em novembro e dezembro de 2012, em 12 capitais brasileiras.

Com esse costume destacam-se os moradores de Fortaleza, que configuram no primeiro lugar entre as capitais que mais consomem medicamentos sem receitas. 

De acordo com a pesquisa, mais de um terço da população de cidade (38%), consome medicamento de tarja preta ou vermelha, sem prescrição médica. Atrás da capital cearense, estão Goiânia (GO), com 33%, Salvador (BA) e Rio de Janeiro (RJ), com 25% e Belém (PA), com 24%.

O estudo mostra, ainda, que 83% dos consumidores vão à farmácia como um supermercado ou loja de conveniência e que 52% consumidores não conseguem identificar o farmacêutico dentro do estabelecimento, e acaba consumindo o medicamento sem orientação. Quando o medicamento provoca uma reação adversa, somente 36% buscam o hospital e 13% pedem ajuda a um farmacêutico.

Email:
Senha:
Esqueceu sua senha?




 
Avenida Moaci, 395 - Conj. 141 e 142 - Planalto Paulista - São Paulo / SP - CEP: 04.083-000 | Fone/Fax: (11) 5533-5305 / 5533-2810
Copyright © 2010 - Abradilan - Associação Brasileira de Distribuição e Logística de Produtos Farmacêuticos | Versátil Comunicação